Marcelo vê "esforço muito grande" de Guterres na mediação da guerra e desvaloriza saída da embaixadora ucraniana

O Presidente da República esteve, este domingo, reunido, em Belém, com o secretário-geral das Nações Unidas.

Para Marcelo Rebelo de Sousa, António Guterres "tem sido incansável" na mediação do conflito entre a Rússia e a Ucrânia, e o esforço "tem sido muito grande" para evitar uma crise alimentar, uma vez que vários países dependem dos bens alimentares do leste da Europa.

Em Belém, Marcelo Rebelo de Sousa teve um encontro de 45 minutos com o secretário-geral da ONU e, aos jornalistas, recusa revelar o teor da conversa. António Guterres está em Portugal para o início da conferência dos oceanos, mas a guerra terá sido o tema principal na ida à residência do Presidente.

"O secretário-geral tem feito um esforço muito grande para mediar, em domínios sensíveis, com persistência e paciência, na expectativa de que seja possível acorrer à situação de muita gente, em todo o mundo, que está dependente de bens alimentares básicos", disse.

Questionado sobre a saída da embaixadora ucraniana em Portugal, Inna Ohnivets, Marcelo Rebelo de Sousa desvaloriza e lembra que, em todos os países, os embaixadores nunca se perpetuam no cargo.

"Quando entrei no exercício destas funções, no primeiro mandato, já era embaixadora nomeada pelo antigo Presidente ucraniano. Há sempre períodos de mandato, normalmente de quatro ou cinco anos, e existe uma mudança", explicou.

Sobre a Conferência dos Oceanos, o chefe de Estado mostra-se "com muita esperança" e lembra que está a ser ultimada "uma declaração conjunta de todos os países", o que mostra que Lisboa "une e não divide".

"A declaração está praticamente pronta, foi muito pacífica e rápida. Mesmo os países que tinham objeções levantaram-nas. Há aqui um contraste: num momento em que há guerra no mundo, há uma declaração que tem o acordo de todos os Estados. É um bom sinal", enalteceu.

Marcelo Rebelo de Sousa acrescentou que "há temas em que tem de haver um acordo", como é o caso "dos oceanos, refugiados e terrorismo": "Ultrapassam fronteiras e ultrapassam continentes".

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE A GUERRA NA UCRÂNIA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de