Ministro das Finanças testa positivo à Covid-19

João Leão está assintomático, assegura o Ministério das Finanças.

João Leão, ministro das Finanças, testou positivo à Covid-19, mas encontra-se assintomático, adianta o gabinete do governante, num comunicado enviado às redações.

O Ministério das Finanças garante que João Leão está a trabalhar no domícilio, em confinamento, por estar infetado mas não apresentar sintomas.

Tal como João Leão, também a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, testou positivo à Covid-19 esta semana, mas apresenta sintomas ligeiros. No Executivo, o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, e o ministro do Planeamento, Nelson de Souza, já tinham sido infetados com Covid-19.

Na sexta-feira, João Leão participou nas reuniões de trabalho com a presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, e o colégio de comissários que se deslocou a Lisboa, no âmbito da Presidência Portuguesa da União Europeia.

João Leão e Ana Mendes Godinho não são os primeiros membros do Governo com covid-19: em outubro, o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, testou positivo.

Em novembro, foi a vez do ministro Nelson de Souza, titular da pasta do Planeamento, que recebeu um teste positivo depois de o secretário de Estado do Planeamento, Ricardo Pinheiro, ter sido diagnosticado com covid-19.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e candidato presidencial encontra-se em vigilância passiva desde a semana passada, por ter tido contactos considerados de baixo risco com dois infetados com o novo coronavírus, devendo por isso monitorizar sintomas e restringir os contactos sociais, evitando "grandes aglomerações".

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.009.991 mortos resultantes de mais de 93,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 8.709 pessoas dos 532.416 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de