"Miséria." Nuno Melo critica escolha de Rui Tavares para telescola e polémica estala no twitter

Tweet de Nuno Melo, eurodeputado no CDS, instalou polémica na rede social.

Quem foi ao Twitter esta segunda-feira à tarde viu Rui Tavares, historiador e dirigente do Livre, a liderar as tendências da rede social em Portugal. Um pouco mais abaixo, em quarto lugar, surgia Nuno Melo. Na origem deste "assunto do momento" esteve um tweet do eurodeputado do CDS, que criticou o facto de se ter utilizado um excerto de seis minutos, de um antigo programa de Rui Tavares sobre o Estado Novo, durante a aula virtual de História sobre a Exposição do Mundo Português na telescola.

"Entre tantos, Rui Tavares foi escolhido para a telescola, destilando ideologia e transformando alunos em cobaias do socialismo. Nem disfarçam. Uma aviltante e ignóbil revolução cultural em marcha que pais sem recursos não podem evitar. Política travestida de educação. Miséria", escreveu Nuno Melo no Twitter.

Pouco depois, o fundador do Livre veio defender-se, argumentando que não deu qualquer aula na telescola. Apenas foi decidido, pelas professoras, a utilização de um episódio de um programa seu.

"Eu não dei aulas na telescola! As professoras da telescola decidiram usar um episódio de um programa meu. Está aqui, veja por si se não equilibra e contextualiza os argumentos de regime, oposição e observadores externos", explicou Rui Tavares.

Em defesa do historiador saiu David Justino, vice-presidente do PSD, que classifica todo o alarido à volta deste tema como "desonesto" e "manipulador".

"Basta rever a aula para perceber que o alarido é desonesto, manipulador e próprio de uma direita trauliteira sem escrúpulos. Eu não teria a paciência do Rui Tavares para responder a estes ataques. Por muito que discorde dele, neste caso tem toda a razão", acrescentou David Justino.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de