MNE alvo de ciberataque? Santos Silva assegura que "não foi comprometida informação confidencial"

Ministro garante que a tutela está a investir no robustecimento das redes informáticas.

O ministro dos Negócios Estrangeiros (MNE), Augusto Santos Silva, disse esta quarta-feira que não foi "comprometida informação confidencial" em ataques informáticos sofridos pelo Ministério, que diz serem frequentes, e alvo de investigações por parte das autoridades.

A "informação confidencial não está comprometida. [...] O MNE, tanto como os outros em todo o mundo, são sujeitos a tentativas de intrusão, que nós vamos repelindo", assegurou Santos Silva, numa entrevista à TVI, sem acrescentar detalhes sobre a natureza ou origem do ciberataque.

A revista Sábado noticia que o ciberataque ao MNE foi detetado pelo Serviço de Informações de Segurança (SIS) e está a ser investigado pela Polícia Judiciária (PJ).

Ao final da tarde, a publicação dizia que o "acesso não autorizado" havia comprometido "de alguma forma a Rede Informática do Governo (RING)".

Na entrevista à TVI, o ministro afirmou que o Governo está a fazer "um investimento muito forte para robustecer as redes informáticas".

Contactado pela agência Lusa, o Ministério dos Negócios Estrangeiros não deu informações adicionais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de