"Nada me surpreende " Rui Moreira considera que recurso do MP "é o processo normal"

O presidente da Câmara Municipal fez uma curta no final da leitura do acórdão que o absolveu no caso Selminho e anunciou uma conferência de imprensa para as 18h00.

O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, foi absolvido no caso Selminho. À saída da leitura do acórdão, que decorreu no Tribunal de São João Novo, o autarca disse que não estar surpreendido pelo recurso do Ministério Público.

"Nada me surpreende. É o processo normal", afirmou Rui Moreira, lamentando que "o Ministério Público não se conforma".

Questionado sobre se está aliviado, o autarca portuense confirmou: "Acho que as pessoas que assistiram ao julgamento calculavam que eu hoje viesse cá aliviado."

Já o advogado Tiago Rodrigues Bastos considera "uma vergonha" a atuação do Ministério Público. "Pelo menos, o MP podia ter a hombridade de ponderar, de ler de verificar. Como vocês viram quiseram fazer apenas show off", disse.

Quanto à decisão, o advogado afirma que "o tribunal fez uma avaliação e uma análise profundisíssima de tudo o que estava em causa".

"O tribunal encheu-me as medidas, porque foi muito além do que eu esperava. O tribunal fez uma análise absolutamente exaustiva e, ponto por ponto, demonstrou que não há rigorosamente nada a aponta ao doutor Rui Moreira no que diz respeito à sua função como presidente da Câmara Municipal do Porto", revelou.

"Isto deve deixar-nos todos contentes. Só não deixa ao Ministério Público", concluiu Tiago Rodrigues Bastos.

Rui Moreira vai falar numa conferência de imprensa às 18h00 na Câmara Municipal do Porto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de