"Não aceito lições de Catarina Martins." Costa diz que BE deve pedir desculpa

Catarina Martins afirmou no sábado que o PS é o único partido que não tem margem para o diálogo. António Costa respondeu-lhe este domingo.

António Costa diz que não aceita lições de Catarina Martins e acrescenta que a coordenadora do Bloco de Esquerda devia pedir desculpa "por ter rompido" e se ter aliado à direita, na oposição ao Governo.

"O que todos sabem é que o PS é o único partido que dialoga com todos os portugueses. Percebo que partido que já em 2020, quiseram romper a unidade da esquerda precisem agora de arranjar um bode expiatório, mas agora a única coisa que o Bloco de Esquerda tem a fazer é mesmo pedir desculpa por ter rompido com a unidade de esquerda.

António Costa acrescentou que, em 2020, antes do início do processo de vacinação, "o BE, em vez de se manter junto ao PS e PCP, rompeu e ficou sozinho a votar com a direita. Portanto não aceito lições da Catarina Martins".

Catarina Martins afirmou no sábado que o PS é o único partido que não tem margem para o diálogo, mas o líder socialista lembra que foi o Bloco que rompeu com a geringonça no início da pandemia.

Durante a arruada, António Costa foi acompanhado pelo presidente da Câmara Municipal local, Vítor Costa, pelo líder da Federação do Porto do PS, Manuel Pizarro, tendo também, a metade da arruada, sido acompanhado pelo ministro do Ambiente, João Matos Fernandes.

LEIA AQUI TUDO SOBRE AS LEGISLATIVAS 2022

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de