Novo aeroporto? Ouvir líder da oposição "é ato de muita inteligência", diz autarca de Alcochete

Se Alcochete voltar a ser hipótese, a população será consultada, garante autarca socialista, que considera certa a intenção de António Costa de ouvir PSD sobre a localização do novo aeroporto.

O presidente da Câmara de Alcochete vê com bons olhos o facto de o primeiro-ministro, António Costa, querer consultar o líder da oposição sobre a localização do novo aeroporto. "Ter maioria absoluta não é sinónimo de 'quero, posso e mando' e, por isso, acho que é um ato de muita inteligência do primeiro-ministro querer ouvir o líder da oposição", afirmou Fernando Pinto em declarações à TSF.

O autarca socialista defende que a decisão a ser tomada não pode esperar "mais cinquenta anos", mas alerta que essa escolha também não pode ser feita de forma precipitada, pondo em causa quer a a segurança das pessoas e de bens, quer o ambiente.

Em cima da mesa estão três opções: construir um aeroporto principal no Montijo; manter o aeroporto Humberto Delgado e ter o Montijo como apoio ou construir a nova infraestrutura no campo de tiro de Alcochete. Esta última hipótese envolve a câmara de Benavente, de maioria CDU, onde fica situado grande parte do terreno do campo de tiro.

Se Alcochete voltar a ser apontada como solução, o autarca garante que irá consultar a população. "Serei sempre a voz da população, pelo menos da maioria da população. Será feita uma consulta pública, um referendo, o quer que seja. A população será consultada se nos questionarem em função da localização da nova solução aeroportuária. Isso nunca foi colocado até à data", disse Fernando Pinto.

O chefe do Executivo, recorde-se, disse no início deste mês que iria ouvir o novo presidente do PSD, Luís Montenegro, para decidir a localização do novo aeroporto de Lisboa. "Por mim é só decidir e já só tenho um critério: aquilo que a oposição entender é aquilo que fazemos", frisou António Costa.

O autarca de Benavente, Carlos Pinto Coutinho, assinala perceber "perfeitamente" a necessidade de consenso em torno de uma solução e defendeu na TSF que a opção pelo campo de tiro de Alcochete é a que mais o tem conseguido "do ponto de vista ambiental", mas também de infraestrutura "com futuro" para constituir uma "referência a nível internacional".

Questionado sobre se Costa e Montenegro podem chegar a acordo, Pinto Coutinho assinala que, pelos contactos dos últimos anos, "há uma inclinação para a solução Montijo", que é "muito limitada".

"Para quem esperou tantos anos para tomar uma decisão, podíamos tomar uma boa decisão. O que urge é que efetivamente haja capacidade de avançar e tomar boas decisões", assinalou o autarca.

A TSF tentou ainda contactar o presidente da câmara do Montijo, que não quis pronunciar-se.

*notícia atualizada às 14h55 com as declarações do autarca de Benavente

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de