Novo aeroporto. Pedro Nuno Santos revela quem vai escolher o coordenador da Comissão Técnica Independente

Ministro das Infraestruturas anuncia que o Conselho de Ministros vai aprovar uma resolução que espelha a metodologia acordada com o PSD.

O presidente do Conselho Superior de Obras Públicas, o líder do Conselho de Reitores e o presidente do Conselho Nacional de Ambiente e Desenvolvimento Sustentável são as três personalidades que vão escolher o coordenador da Comissão Técnica Independente que vai fazer a avaliação ambiental estratégica para a solução do novo Aeroporto de Lisboa. A revelação foi feita esta quarta-feira à noite pelo ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos.

Em entrevista à RTP, o responsável pela pasta das Infraestruturas sublinha que o Conselho de Ministros vai aprovar uma resolução que espelha a metodologia acordada com o PSD.

"Haverá uma Comissão Técnica Independente que será liderada por um coordenador geral que é, por sua vez, escolhido pelo primeiro-ministro, mas sob indicação de três personalidades: o presidente do Conselho Superior de Obras Públicas, o presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas e do Conselho Nacional do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Estas três personalidades vão sugerir um coordenador geral que depois vai constituir seis equipas que vão trabalhar em seis dossiers diferentes. Serão dadas as condições necessárias para que a Comissão Técnica Independente faça bem o seu trabalho. Aquilo de que precisamos é de ter um trabalho bem feito, completo e sólido para que depois o Governo, todos os partidos, organizações da sociedade civil, organizações ambientalistas e cidadãos possam analisar o relatório que vai ser produzido e formularem a sua própria opinião", explicou Pedro Nuno Santos.

A Comissão Técnica Independente vai ser dividida por seis equipas que vão produzir seis diferentes dossiers relativos a matérias que vão desde o ambiente à economia, passando pelos impactos psicossociais de um novo aeroporto. Um trabalho para estar concluído dentro de um ano.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de