Novo Banco. PSD vota contra capítulo "sem emenda" de apuramento dos factos do relatório

Deputados do PSD na Comissão Eventual de Inquérito Parlamentar às perdas registadas pelo Novo Banco e imputadas ao Fundo de Resolução apresentaram as suas propostas.

O PSD considerou esta sexta-feira que a parte do relatório final da comissão de inquérito do Novo Banco sobre o apuramento dos factos "não tem emenda" e vai votar contra, apresentando dezenas de propostas de alteração às conclusões do documento.

Em conferência de imprensa esta manhã na Assembleia da República, os deputados do PSD na Comissão Eventual de Inquérito Parlamentar às perdas registadas pelo Novo Banco e imputadas ao Fundo de Resolução apresentaram as suas propostas de alteração apenas às conclusões da versão preliminar do relatório final, elaborado pelo deputado do PS Fernando Anastácio, com duras críticas ao documento.

Segundo Duarte Pacheco, o Regime Jurídico dos Inquéritos Parlamentares torna apenas obrigatório que os relatórios finais tenham uma parte introdutória e conclusões.

"O PSD vai votar contra toda a parte referente ao apuramento dos factos e não vai apresentar propostas de alteração. Não tem emenda. Era refazer da página um até à página final. O que não tem emenda não vale a pena sequer propor alterações. É votar contra. Ponto final", referiu.

O deputado social-democrata adiantou que o partido vai apresentar "dezenas de propostas de alteração que visam sobretudo introduzir seriedade, factualidade e equilíbrio".

Considerando que "a falta de rigor que é transversal a todo o relatório", o PSD aponta, entre os exemplos do que "não tem emenda" no capítulo referente ao apuramento dos factos valores errados, parcialidade - deputados do PS são repetidamente citados e nenhum deputado do PSD ou do CDS é citado - e até confusão entre siglas e nomes.

Na perspetiva de Duarte Pacheco, o "PS quis tratar do passado" com o objetivo de "desvalorizar e esconder aquilo que são as suas responsabilidades" em relação ao Novo Banco desde que assumiu a governação em Portugal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de