De volta ao confinamento. Leia aqui na íntegra o comunicado do Conselho de Ministros

Todas as coimas por incumprimento das regras do confinamento foram duplicadas pelo Governo.

O Conselho de Ministros decidiu, esta quinta-feira, que Portugal vai regressar ao confinamento geral a partir das 00h00 do dia 15 de dezembro.

Reunidos, os governantes portugueses decretaram que o "dever geral de recolhimento domiciliário" vai voltar a estar em vigor, à semelhança do que aconteceu em março e abril de 2020, salvo algumas exceções.

CONSULTE AQUI O COMUNICADO DO CONSELHO DE MINISTROS NA ÍNTEGRA

A principal diferença para o confinamento do ano passado é a de que, desta vez, todas as escolas do país vão continuar abertas. Por outro lado, os equipamentos culturais fecham, bem como o comércio a retalho e de prestação de serviços em estabelecimentos abertos ao público.

O teletrabalho passa também a ser obrigatório e tem novas regras: não precisa de acordo entre empregador e trabalhador e nenhum dos dois pode opôr-se a ele.

As multas por incumprimento desta e outras medidas também duplicaram. Todas as empresas encerradas neste novo confinamento têm acesso automático ao lay-off simplificado.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de