Num largo cheio de jovens, João Oliveira atira-se à direita

O dirigente comunista desfilou nas ruas de Lisboa entre o Largo do Intendente ao Largo da Graça.

Depois da arruada, desde o Largo do Intendente, subindo as íngremes calçadas até ao Largo da Graça, João Oliveira dirigiu-se com ironia à plateia jovem que tinha à sua frente no comício.

"Vamos ouvindo por aí muita gente dizer que a CDU não tem jovens, que não há jovens que votem na CDU, que não participam na política... e eu tenho que fazer aqui uma pergunta", atira. " Há aqui algum jovem?", ironiza dirigindo-se à juventude que enche o Largo. "Então se há jovens, digam lá como é que a CDU avança", continua. " Com toda a confiança", gritam os jovens, citando o slogan da CDU.

Uma ação de campanha, que juntou centenas de jovens, e onde a CDU quis deitar por terra a ideia de que o PCP é um partido envelhecido. O candidato lembra e desfia os problemas que afetam os mais novos, nomeadamente a dificuldade no acesso à habitação, e não perde a oportunidade para atirar farpas ao Iniciativa Liberal (IL).

"Porque é que não ouvimos esses modernaços das ideias liberais falar de habitação?", questiona. "Será que em relação à habitação a solução milagrosa do funcionamento do mercado é uma bomba que lhes rebenta nas mãos?", assinala.

Num comício onde pela primeira vez atacou mais a direita do que o PS, João Oliveira atirou críticas também ao Chega, nunca dizendo o nome do partido.

"Quem quiser dar uma lição à boçalidade e à arrogância dos sucedâneos do PSD e do CDS que agora se acotovelam para apanhar o quinhão do sistema que, dizem eles, querer combater", avança o candidato, "quem quiser dar uma resposta de que não é esse o caminho para Portugal, sabe que é na CDU que tem o seu voto", conclui.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de