OE2020: "Vamos ver o resultado, mas temos uma inquietação profunda"

Para Jerónimo de Sousa, o Orçamento do Estado para 2020 só terá voto favorável "se der resposta aos problemas dos trabalhadores".

O secretário-geral do Partido Comunista Português disse hoje que o Orçamento do Estado para 2020 tem de dar resposta aos problemas dos trabalhadores para merecer um posicionamento favorável do partido.

Jerónimo de Sousa falava hoje num almoço de fim de ano organizado na Parede pela concelhia do PCP de Cascais.

"Para merecer um posicionamento favorável do Partidos Comunista Português tem de dar resposta aos problemas nacionais, aos problemas dos trabalhadores, dos reformados, dos pequenos e médios empresários, e ao Serviço Nacional de Saúde, à escola publica e aos transportes", disse.

O secretário-geral do PCP referiu que o programa do Governo do PS" já era um mau sinal" e que, embora não tenha ainda a proposta de Orçamento do Estado para se pronunciar, considera que o quadro não é bom.

"Amanhã vamos ver o resultado, mas temos esta nota de inquietação profunda", disse.

O Conselho de Ministros aprovou no sábado a proposta de Orçamento do Estado para 2020, tendo o primeiro-ministro indicado que dá continuidade à política orçamental iniciada em 2016.

A proposta de Orçamento do Estado de 2020 do Governo minoritário socialista vai ser entregue na Assembleia da República na segunda-feira, seguindo-se as fases de discussão na generalidade e na especialidade, que se vão estender até 06 de fevereiro, altura agendada para a sua votação final global.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de