Paulo Rangel quer Conselho Nacional extraordinário para antecipar congresso do PSD

De acordo com informações recolhidas pela TSF, as assinaturas necessárias para que possa ser convocado este Conselho Nacional extraordinário já estão a ser reunidas.

Se o chumbo do Orçamento do Estado para 2022 for confirmado esta quarta-feira, Paulo Rangel vai avançar com um proposta de um Conselho Nacional Extraordinário no prazo de cinco dias, para antecipar o congresso do PSD para os dias 17 a 19 de dezembro.

A TSF sabe que os conselheiros nacionais afetos à candidatura de Rangel estão já a reunir as assinaturas necessárias para que possa ser convocado este Conselho Nacional extraordinário.

O congresso do PSD está atualmente previsto para os dias 14 a 16 de janeiro. Paulo Rangel quer que este se realize duas semanas depois das eleições diretas no PSD, que estão marcadas para o dia 4 de dezembro.

"A preparação e prontidão do PSD para as eventuais eleições legislativas antecipadas beneficiaria com a realização do Congresso Nacional do PSD em período mais próximo das eleições diretas e ainda no mês de dezembro de 2021", justifica o requerimento a que a Lusa teve acesso.

Questionada pela Lusa, a direção de campanha da candidatura de Paulo Rangel não quis comentar esta iniciativa.

De acordo com os estatutos do PSD, o Conselho Nacional reúne ordinariamente de dois em dois meses e, em sessão extraordinária, a requerimento da Comissão Política Nacional, da Direção do Grupo Parlamentar, ou de um quinto dos seus membros.

*notícia atualizada às 13h20

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de