PCP obriga Governo a aumentar agentes na PSP e na GNR em 2020

No debate do OE2020, foi aprovada a proposta do PCP que prevê mil e quinhentos novos efetivos na PSP e de outros mil e cem na GNR.

No plano plurianual, o Governo previa a admissão de dez mil novos agentes para a PSP, GNR e SEF até 2023, fixando para este ano de 2020 a entrada de 2.500 efetivos. No entanto, a proposta do PCP, aprovada esta terça-feira pelos deputados com o voto contra do PS, determina que a referência para 2020 implica "a admissão de 1500 novos efetivos na PSP e de 1100 na GNR de acordo com um faseamento a estabelecer pelo Governo, ouvidos os sindicatos e associações representativas dos profissionais do setor."

Outra proposta do PCP também aprovada determina que "o Governo envia à Assembleia da República até ao final de junho um relatório com a especificação dos investimentos realizados, em curso, e a realizar até ao final do ano, em infraestruturas das forças e serviços de segurança".

O PCP pretende assim que exista "informação concreta à Assembleia da República sobre a execução da lei no ano em curso, para que possa haver uma avaliação atempada dos ritmos de execução de obras e para que possam ser também aferidas as propostas que seja ser feitas com vista à preparação dos investimentos para o ano seguinte".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de