"Peço ao Governo português que fale com Pedro Sánchez." Generalitat quer apoio de Portugal

Alfred Bosch, membro do governo da Região Autónoma da Catalunha, pede que Portugal interceda junto do futuro Governo espanhol. Generalitat quer dialogar sobre a independência da Catalunha.

O Governo de Portugal deveria pressionar o futuro governo de Espanha a dialogar com as forças independentistas catalãs, disse esta segunda-feira à Lusa o conselheiro para as Ações Exteriores da Generalitat.

"Eu peço aos portugueses e ao Governo português concretamente que falem com Pedro Sánchez, que falem com o governo que se vai formar em Espanha, se conseguirem formar o executivo, para ver se o conseguem convencer a caminhar no sentido de diálogo", disse à Lusa, Alfred Bosch, membro do governo da Região Autónoma da Catalunha.

"Não seria compreensível que o Governo português não fizesse caso e não estive a atento a observar e tentar ajudar no que está a acontecer do outro lado da fronteira", frisou acrescentando que o que "acontece além das fronteiras de Portugal, no país vizinho, é muito transcendente".

Bosch referia-se ao que considera "erros" do líder do PSOE sobre a "questão catalã", mas também pela subida da extrema-direita que aumentou o número de votos.

"A linha da força vai ter de mudar ou isto vai acabar muito mal, não para a Catalunha, mas sim para o reino de Espanha e para a Europa porque isto vai influir no contexto europeu", afirmou quando questionado sobre o aumento do número de deputados do Vox.

Em concreto sobre a Catalunha, a Generalitat defende que o Estado Espanhol deve sentar-se e falar.

"É a única forma de avançar e essa porta está aberta e sempre estará aberta porque é a única possível. Não é a melhor e não é a nossa, é a única possível no século XXI", afirmou o responsável pelas Ações Externas da Generalitat.

Nas eleições de domingo, dos 48 lugares que a Catalunha elege, o partido Esquerda Republicano da Catalunha (ERC) alcançou 13 deputados, o Juntos por Catalunha (JxCat) conseguiu oito deputados e a Candidatura de Unidade Popular (CUP) concorreu pela primeira vez à Assembleia Nacional obtendo elegendo dois.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de