"Podemos ter em Sines não uma mas duas Autoeuropas"

Para o ministro da Economia e do Mar, o porto de Sines pode tornar-se um centro de tecnologias verdes e biocombustíveis.

O ministro da Economia e do Mar, António Costa Silva, defendeu esta sexta-feira que o porto de Sines pode vir a ser um dos grandes polos de desenvolvimento do país para o futuro, representando "não uma, mas duas Autoeuropas".

"Sines pode ser um dos grandes polos de desenvolvimento do país para o futuro, podemos ter em Sines não uma, mas duas Autoreuropas no futuro", realçou António Costa Silva, na sua primeira intervenção na Assembleia da República enquanto novo ministro da Economia e do Mar, durante o debate sobre o programa do XXIII Governo Constitucional, que continua hoje.

Para o governante, o porto de Sines pode tornar-se um centro de tecnologias verdes e biocombustíveis para "a marinha e todas as forças que se movimentam no mar", bem como um centro de importação de gás natural liquefeito (GNL).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de