Porto Santo tem condições "excecionais", mas Marcelo defende melhores ligações

Chefe de Estado passou um curto período de férias na ilha.

O Presidente da República afirmou este sábado que a ilha do Porto Santo, no arquipélago da Madeira, tem condições turísticas "excecionais", embora reconheça que o desenvolvimento do setor é prejudicado ao nível das acessibilidades.

"É evidente que tudo se terá de fazer para ir melhorando as ligações, as acessibilidades de toda a natureza e o preço dessas acessibilidades, nomeadamente quanto às passagens aéreas", disse aos jornalistas, pouco antes deixar a ilha, cerca das 17h00, num voo da TAP com destino a Lisboa.

Marcelo Rebelo de Sousa chegou ao Porto Santo na quinta-feira, em viagem particular, para um curto período de férias que terminou hoje e foi marcado por mergulhos e passeios na praia, muitas 'selfies', uma deslocação à noite ao centro da cidade Vila Baleira para comer uma lambeca, o gelado típico do Porto Santo, e também uma saída para jantar num restaurante sobre as dunas.

"O Porto Santo tem condições únicas, vejam que ainda esta manhã eu fui nadar chovendo, mas em condições de temperatura muito agradáveis, cá fora e dentro de água, e agora, quatro horas depois, vejam como o tempo estabilizou e como isto significa aquilo que é fundamental em Porto Santo: a previsibilidade", disse.

Na parte da manhã, antes do mergulho, o chefe de Estado disse ter a "plena consciência" dos principais problemas que afetam o Porto Santo, nomeadamente a repartição de meios financeiros, as ligações marítimas no inverno e as ligações aéreas ao longo do ano, bem como os elevados preços que são praticados.

Marcelo Rebelo de Sousa prometeu, por isso, regressar à ilha em fevereiro de 2021, para sentir no local o impacto dessas dificuldades.

"Qualquer que seja a qualidade em que venha, em fevereiro do ano que vem, venho cá", disse, reforçando: "O que significa que, como as eleições presidenciais são em janeiro, tenha sido candidato, tenha sido eleito, ou tenha sido candidato e não tenha sido eleito ou não tenha sido candidato, eu estou cá em princípios de fevereiro para ver o problema das ligações".

O Presidente da República, que se deslocou ao Porto Santo acompanhado apenas por seguranças, chegou ao aeroporto a bordo de um táxi, tal como o fizera na quinta-feira, quando se deslocou para o hotel, afirmando que o objetivo foi "animar a economia local".

"Temos aqui um destino que eu aconselho vivamente a todos os portugueses e nomeadamente aos continentais", disse, vincando que o Porto Santo é "verdadeiramente um sonho".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de