PR reitera que instituições democráticas estão a funcionar com normalidade

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, reiterou hoje que Portugal é um país onde as instituições democráticas estão a funcionar com normalidade e onde são respeitadas as competências de cada orgão.

«Acontecem casos em todos os países e nós temos que mostrar ao mundo que Portugal é uma democracia, com instituições democráticas sólidas e onde são respeitadas as competências de cada um desses orgãos», afirmou o chefe de Estado, Aníbal Cavaco Silva, em declarações aos jornalistas no Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, em resposta a uma pergunta sobre os sucessivos escândalos que têm atingido a classe política a elite financeira e a administração pública.

Sem nunca se referir a nenhum caso concreto, o Presidente da República voltou ainda a dizer a imagem de Portugal no exterior não está a ser afetada: «olha-se para Portugal como um país onde as instituições democráticas estão a funcionar com normalidade».

Cavaco Silva revelou ainda que ao longo da sua visita aos Emirados Árabes Unidos não encontrou qualquer sinal de «menor consideração ou respeito» por Portugal, nem se falou «uma única vez» dos casos «sugeridos» na pergunta colocada pelos jornalistas - caso do Banco Espírito Santo, prisão preventiva do ex-primeiro-ministro José Sócrates e o caso dos vistos "gold".

«Nunca foi colocada uma questão que estivesse relacionada com a credibilidade e a imagem de Portugal no exterior, apesar dessa situação de alguma dificuldade que acabou de referir. Eu levo esta satisfação comigo», sublinhou.

Na quarta-feira, em Abu Dhabi, o chefe de Estado já falado da detenção do antigo primeiro-ministro José Sócrates, considerando que não irá afetar a imagem de Portugal. Na altura, Cavaco Silva disse ainda que quem observa o país verifica que as instituições «estão a funcionar com toda a normalidade».

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de