Presidenciais 2021: "Desconforto das máscaras resolveu-se apanhando um bocadinho de ar no exterior"

Dia de eleições foi diferente dos que ocorreram antes da pandemia de covid-19 chegar a Portugal e obrigou a medidas excecionais de proteção dos envolvidos nas mesmas de voto.

O dia de eleições presidenciais, no passado domingo, exigiu redobrados cuidados de segurança nas mesas de voto. O contacto com os eleitores, mesmo que com alguma distância, obrigou ao reforço de máscaras, viseiras, luvas e álcool gel, bem como à desinfeção constante de mesas e cabinas de voto.

Na cidade de Vila Real funcionaram 19 mesas eleitorais e não foi diferente. Raquel Gomes, 42 anos, integrou uma das cinco instaladas no Teatro Municipal, um espaço que permitiu maior distanciamento entre os votantes. "Tínhamos uma entrada e duas saídas possíveis", recorda.

Raquel participa em mesas de voto desde as eleições autárquicas de 2017. Uma "obrigação cívica que devia rodar por todas as pessoas". Para sua proteção e dos outros, no passado domingo usou duas máscaras de dois tipos diferentes e uma viseira. Mas acabou por prescindir da última. "Incomodava na leitura dos cartões dos eleitores". Não lhe sentiu a falta. Admite que "o risco de estar numa mesa de voto não é diferente do que se corre ao ir ao supermercado e estar numa fila".

Raquel confessa que passar muitas horas com máscaras é "incómodo", mas prefere não se queixar. Bastava-lhe pensar nos profissionais de saúde. Passam muitas horas com aqueles e outros equipamentos de proteção e "não se queixam". "Não fiz mais que a minha obrigação", reforça.

No domingo, quando o "desconforto" das máscaras apertou, derivado do "calor e da respiração mais ofegante", o problema "resolveu-se indo apanhar um bocadinho de ar ao exterior".

A vila-realense admite estar disponível para nova mesa de voto nas eleições autárquicas desde ano e gostaria que a máscara já não fosse necessária. Mas se for, lá estará novamente bem equipada.

Depois de dois dias dedicada ao processo das eleições presidenciais, Raquel Gomes ainda devia estar de folga esta quarta-feira, mas com trabalho por fazer acumulado na empresa onde trabalha, prescindiu do segundo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de