Presidente da junta de Campanhã no Porto morreu hoje aos 74 anos de doença prolongada

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, decretou um dia de luto municipal na segunda-feira.

O presidente da junta de freguesia de Campanhã, o socialista Ernesto Santos, morreu este sábado, aos 74 anos, vítima de doença prolongada, anunciou a Câmara Municipal do Porto, que decretou um dia de luto municipal.

Numa nota publicada na sua página da Internet, a Câmara do Porto escreve que Ernesto Santos, o único socialista à frente de uma junta de freguesia da cidade, morreu este sábado de doença prolongada.

O presidente da Câmara do Porto, o independente Rui Moreira, decretou segunda-feira como dia de luto municipal.

A Federação Distrital do PS do Porto lamentou, a morte do socialista, numa publicação na sua página da Internet, destacando o seu percurso de "vida notável, de trabalho e de luta, ligado ao associativismo e marcado pela solidariedade".

"Apesar da doença com que se debatia há alguns anos, Ernesto Santos manteve-se sempre ativo na defesa das suas convicções e da sua freguesia, acompanhando os campanhenses e mantendo-se fiel aos valores socialistas. Hoje, o coração de Ernesto Santos parou. Mas, as suas ideias e o seu exemplo continuam e vão acompanhar-nos para sempre", salienta a federação e o seu presidente, Manuel Pizarro.

Já o vereador da Câmara do Porto e presidente da Concelhia do PS do Porto, Tiago Barbosa Ribeiro, recordou, numa publicação na sua página do Facebook, Ernesto Santos como "um camarada de combate que sempre apoiou em todas as lutas e circunstâncias, mesmo nas fases em que a doença mais o debilitava".

"Hoje fico abalado pela perda de um bom amigo e o PS perde um dos seus melhores", descreve.

Ernesto Santos nasceu a 22 de maio de 1947, no bairro S. João de Deus, na freguesia de Campanhã, onde "sempre viveu e trabalhou".

Em 1976, Ernesto Santos foi candidato independente à Assembleia Constituinte e, em 1993, eleito como independente nas listas do PS, partido ao qual se juntaria em 2000, para a Assembleia de Freguesia de Campanhã.

Em 1997 fez parte do executivo daquela freguesia, tendo exercido o cargo de vogal, tesoureiro, secretário e, atualmente, de presidente.

Nas eleições autárquicas de 2021, Ernesto Santos recandidatou-se pelo PS, tendo contado com o apoio do movimento independente 'Rui Moreira -- Aqui Há Porto', e vencido novamente aquela freguesia.

Ernesto Santos teve uma vida associativa ativa, tendo feito parte da primeira Comissão Central dos Bairros Camarários e assumido o cargo de diretor da Associação de Futebol do Porto durante cerca de 20 anos e dirigente associativo no Unidos Futebol Clube.

O socialista integrava também o Conselho Geral da Associação Nacional de Freguesias (Anafre) e foi dirigente da Concelhia do Porto do Partido Socialista.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de