Passagem de ano do Presidente da República vai ser no Corvo. Autarca surpreendido

Marcelo Rebelo de Sousa escolheu a "mais pequena ilha dos Açores" para entrar em 2020.

O Presidente da República vai entrar em 2020 na ilha açoriana do Corvo. A decisão foi anunciada esta sexta-feira na página da Presidência, onde pode ler-se que Marcelo Rebelo de Sousa "passa a noite de 31 de dezembro para 1 de janeiro com a população do Corvo, na mais pequena das ilhas dos Açores, do grupo mais ocidental do território nacional".

Na mesma nota pode ler-se que a "habitual mensagem de Ano Novo" será transmitida no dia 1 de janeiro a partir dessa mesma ilha.

O presidente da câmara municipal do Corvo, José Manuel Silva, foi apanhado de surpresa. "Não fazia a mínima ideia de que isso pudesse acontecer", começou por admitir à TSF, acrescentando que os habitantes da ilha "só podem estar satisfeitos".

"Vamos fazer todos os possíveis para que essa viagem seja do agrado do Presidente", garante o autarca.

Marcelo Rebelo de Sousa esteve na ilha do Corvo em junho de 2016, no início de uma visita à Região Autónoma dos Açores em que passou por sete das nove ilhas do arquipélago.

Em 2018, o chefe de Estado passou o ano em Brasília, onde se deslocou para assistir à posse do novo Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, no dia 01 de janeiro.

Em 2017, tinha previsto deslocar-se às regiões atingidas pelos fogos na altura do fim de ano, mas teve de cancelar essa agenda por ter sido operado de urgência a uma hérnia umbilical no dia 28 de dezembro. Teve alta hospitalar no dia 31 de dezembro e foi forçado a abrandar o ritmo nas semanas seguintes.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de