PS com quase metade do Governo na lista às legislativas. Independentes perdem protagonismo

Da lista socialista, apenas seis nomes femininos são cabeças de lista, de um total de 147 mulheres candidatas.

Na primeira eleição de António Costa, em 2015, o secretário-geral do PS apostou em candidatos independentes para cabeças de lista às legislativas. Agora, cinco anos depois, e com eleições antecipadas depois do chumbo do Orçamento, o foco está em elementos do Governo.

Dos 22 cabeças de lista do PS às eleições legislativas, 11 são governantes, ou seja, metade. E dos 69 ministros e secretários de Estado, 31 são candidatos a deputados a 30 de janeiro

Como se previa, o PS repete a maior parte dos cabeças de lista de há dois anos: 14 nomes voltam a ser chamados. Nos que se estreiam no primeiro lugar da lista, destaca-se António Lacerda Sales, secretário de Estado Adjunto e da Saúde, que sobe do terceiro lugar, em Leiria, e Ana Abrunhosa, ministra da Coesão Territorial, que é candidata pela primeira vez em Castelo Branco.

Tal como a TSF avançou, Marta Temido, ministra da Saúde, repete o primeiro lugar em Coimbra. Na Guarda, o primeiro nome é o da ministra do Trabalho e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, e o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, volta a encabelar a lista em Viana do Castelo.

Vários militantes socialistas explicam à TSF que o caminho é de continuidade porque o mandato ficou a meio, depois do chumbo do Orçamento e consequente queda do Governo, e é preciso experiência "para dar suporte a um Governo estável" caso os portugueses deem condições aos socialistas para formar com um Executivo depois das eleições.

Quantos aos independentes, são quatro os cabeças de lista. Ao professor e investigar Alexandre Quintanilha, que é o número um pelo Porto desde 2015, junta-se a ministra Ana Abrunhosa e o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira, que concorre por Bragança.

Já no que toca à paridade, apenas seis nomes femininos são cabeças de lista, de um total de 147 mulheres candidatos pelo PS às legislativas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de