PS indica Hugo Pires como candidato a Braga. Concelhia diz que não há decisão

Indicação do nome consta de uma carta datada de 5 de março, assinada pelo secretário-geral adjunto do PS, José Luís Carneiro, e pela secretária nacional para as autarquias, Maria da Luz Rosinha.

A Comissão Permanente do PS indicou Hugo Pires como candidato à Câmara de Braga nas autárquicas de 2021, mas o presidente da concelhia, Artur Feio, considera que o processo ainda não está fechado.

A indicação do nome de Hugo Pires consta de uma carta datada de 05 de março, assinada pelo secretário-geral adjunto do PS, José Luís Carneiro, e pela secretária nacional para as autarquias, Maria da Luz Rosinha, e enviada ao presidente da Federação Distrital de Braga, Joaquim Barreto.

Na carta, a que a Lusa teve acesso esta quinta-feira e que foi lida na reunião de terça-feira da Comissão Política de Braga do PS, é explicado que a escolha do candidato resultou de uma sondagem.

A carta refere que, no caso das sedes de distrito, foi decidido adotar um "procedimento partilhado" de designação do candidato, concluindo-se com a validação da direção nacional.

"Neste quadro de procedimentos inerentes a uma designação articulada entre as estruturas, foi aceite como metodologia de designação do candidato a presidente de câmara a realização de uma sondagem onde vários nomes seriam avaliados, indicados neste âmbito pelos diversos níveis intervenientes, apurando-se o candidato através da avaliação política na seleção dos nomes e do resultado do estudo a realizar, num processo partilhado", acrescenta.

Em 28 de outubro de 2020, reuniram representantes dos três níveis (concelhio, distrital e nacional) dos órgãos do PS e discutiram e definiram os nomes a constar na sondagem para candidato a Braga.

O presidente da concelhia, Artur Feio, sugeriu o seu próprio nome e o da vereadora Liliana Matos Pereira. O presidente da Federação, Joaquim Barreto, sugeriu a inclusão da deputada Palmira Maciel.

A direção nacional apontou Hugo Pires, secretário nacional para a Organização do PS e antigo vereador em Braga, que acabou por ser o mais votado.

"Considerando a metodologia de designação adotada e os resultados conhecidos da sondagem realizada, a decisão e escolha deverá, naturalmente, recair no melhor colocado. Em face ao exposto, e no corolário deste processo partilhado e participado pelos três níveis de órgãos do partido, a Comissão Permanente (no uso das suas competências estatuárias) indica o camarada Hugo Pires como Candidato do Partido Socialista à Câmara Municipal de Braga para as eleições autárquicas de 2021", remata a carta.

Contactado pela Lusa, Hugo Pires considerou que a escolha do candidato socialista a Braga "é um assunto encerrado", adiantando que agora é tempo de "todos se sentarem à mesa e unirem esforços" para uma candidatura "forte e vencedora".

Manifestou ainda "toda a disponibilidade" para integrar o presidente da concelhia, Artur Feio, num "lugar elegível" na lista que vai apresentar.

Artur Feio, por sua vez, disse à Lusa que o processo de escolha do candidato "ainda não está encerrado", adiantando que, de acordo com os estatutos do partido, a decisão cabe, em primeira instância, à concelhia, tendo depois também de passar pelo crivo da distrital e da nacional.

"O assunto está em aberto, vamos continuar a discutir o processo", disse ainda, lembrando que sempre manifestou "total disponibilidade" para ser o candidato do PS.

A Câmara de Braga é liderada, desde 2013, por Ricardo Rio, eleito pela coligação PSD/CDS/PPM, que nas autárquicas de 2017 conseguiu sete lugares no executivo.

O PS conta com três vereadores e a CDU com um. Até 2013, e durante 37 anos, a Câmara de Braga foi liderada pelo socialista Mesquita Machado.

Hugo Pires foi vereador no último mandato de Mesquita, sendo atualmente deputado na Assembleia da República.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de