PSD acusa Governo PS de ter desvalorizado papel dos professores

A Federação Nacional de Educação entregou um "roteiro para a legislatura" ao PSD e vai fazer o mesmo com outros partidos.

O PSD acusou esta quinta-feira o atual executivo socialista de ter desvalorizado o papel dos professores nos últimos seis anos e prometeu que, se for Governo, será mais "sensível" às preocupações desta classe.

A Federação Nacional da Educação (FNE) entregou ao PSD um documento que constitui o seu "roteiro para a legislatura", e irá fazê-lo também a outros partidos, com uma reunião com o PS na agenda ainda esta quinta-feira.

No final, o vice-presidente do PSD e antigo ministro da Educação David Justino classificou a reunião como "muito oportuna", numa altura em que o partido está a ultimar a proposta de programa eleitoral que será apresentada à direção.

David Justino identificou, por parte da FNE, "uma preocupação muito grande relativamente à situação dos professores", quer quanto à sua imagem pública, quer quanto às expectativas e aspirações da classe docente.

"Nós somos sensíveis a isso, é um problema que qualquer Governo vai ter de enfrentar. Se o eleitorado der essa confiança ao PSD para formar Governo, vai ter de ser uma constante atender ao papel dos professores e como é que nos últimos seis anos esse papel tem vindo a ser completamente desvalorizado por parte da atual equipa do Ministério", afirmou.

Outro aspeto destacado pelo antigo governante da pasta entre 2002 e 2004, foi o retomar da "capacidade de diálogo e concertação" entre o Ministério da Educação e os sindicatos do setor em matérias como a formação inicial ou a progressão de carreiras da classe docente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de