PSD diz que Governo não tem razões para impedir obras imediatas no aeroporto da Portela

Luís Montenegro manifestou a intenção dos sociais-democratas de "encontrar uma solução que ponha termo a tantos anos de hesitação, de avanços e recuos" em relação ao novo aeroporto da capital portuguesa.

O presidente do PSD, Luís Montenegro, afirmou, esta quinta-feira, que o Governo não tem "nenhuma razão" para não autorizar "desde já" obras no aeroporto de Lisboa, pois considera que estas são "necessárias em qualquer circunstância".

"Andamos a perder tempo e notei, em nome do PSD, que é incompreensível esse atraso quando tivemos anos em que a operação aeroportuária diminuiu brutalmente, no pico da pandemia", considera o líder da oposição.

Os sociais-democratas manifestaram a intenção de "encontrar uma solução que ponha termo a tantos anos de hesitação, de avanços e recuos". Algo que ainda não ocorreu, na opinião de Luís Montenegro, devido à "incapacidade do PS em resolver a situação da nova estrutura aeroportuária da região de Lisboa".

Numa carta enviada ao primeiro-ministro, António Costa, o PSD transmitiu o desejo de ver efetuada "uma avaliação ambiental estratégica que possa comparar as localizações anteriormente colocadas em cima da mesa, como Montijo e Alcochete" ou outras.

"Também transmitimos que a avaliação ambiental estratégica deve estar, o mais possível, desprendida de personalidades e entidades que tomaram posição no passado, porque isso seria adulterar um estudo", concluiu Luís Montenegro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de