Pedro Roseta 'número um' de Rio ao Conselho Nacional, Morais Sarmento à Jurisdição

Lista para a Comissão Política Nacional é encabeçada por Rui Rio.

O histórico militante do PSD Pedro Roseta vai encabeçar a lista do presidente Rui Rio ao Conselho Nacional do partido, foi anunciado esta quinta-feira.

Em comunicado, Rui Rio anunciou que o até agora vice-presidente Nuno Morais Sarmento será o primeiro da sua lista ao Conselho de Jurisdição Nacional, enquanto Paulo Mota Pinto voltará a ser o candidato à presidência da Mesa do Congresso.

Rui Rio encabeçará a lista para a Comissão Política Nacional do partido e José Silvano irá manter-se como secretário-geral do PSD.

Rui Morais, economista, vice-presidente do PSD de Braga e presidente da empresa Intermunicipal Braval, é o candidato à presidência da Comissão Nacional de Auditoria Financeira.

Em comunicado, o presidente do PSD, reeleito em diretas em 27 de novembro contra Paulo Rangel, anunciou que "já escolheu os cabeças de lista aos órgãos nacionais do partido", que serão eleitos no domingo, no 39.º Congresso Nacional do PSD, que arranca na sexta-feira em Santa Maria da Feira (Aveiro)

Pedro Roseta, que fez parte do grupo fundador do PPD/PSD, foi também presidente do grupo parlamentar do PSD durante o Governo da Aliança Democrática liderada por Francisco Sá Carneiro, e substituirá no topo da lista ao Conselho Nacional o eurodeputado Paulo Rangel, que foi 'número um' da lista de Rio em 2018 e 2020.

Desta vez, o ex-candidato à liderança já tinha indicado que não iria promover nem integrar qualquer lista.

Nuno Morais Sarmento anunciou, durante a campanha para as diretas, que não iria declarar apoio público a nenhum dos candidatos nem pretendia voltar a integrar a Comissão Política Nacional, onde tinha assento como vice-presidente de Rui Rio desde 2018.

No entanto, o ex-ministro e advogado aceitou protagonizar uma disputa para o Conselho de Jurisdição Nacional, e considerado o 'tribunal' do partido, com o atual presidente deste órgão, Paulo Colaço, que anunciou a sua recandidatura no início da semana, depois de no último mandato ter tido vários diferendos com a direção.

Do lado das escolhas de Rui Rio, falta saber qual o grau de renovação que fará na Comissão Permanente, o núcleo duro da direção, e na Comissão Política Nacional.

A entrega das listas para os órgãos nacionais terá de acontecer até às 18h00 de sábado e a eleição decorrerá no domingo de manhã.

Ao Conselho Nacional, considerado o parlamento do partido e também eleito por método de Hondt, existirão várias listas como habitualmente (no último Congresso foram dez), sendo já certas - para lá da de Rio - uma apoiada pelo ex-candidato à liderança Luís Montenegro (o primeiro nome só deverá ser conhecido na sexta-feira), outra pelo também candidato à liderança em 2020 Miguel Pinto Luz (que a deverá encabeçar), bem como a já várias vezes protagonizada por Joaquim Biancard Cruz e Duarte Marques.

Deverão ainda dar entrada outras listas, algumas até promovidas por apoiantes de Rui Rio, estando por confirmar se o deputado Carlos Eduardo Reis - que tem encabeçado das listas mais votadas em anteriores congressos - irá desta vez na lista oficial da direção.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de