Queriam Colaço? Após polémica com Adão Silva, Paulo Colaço vence Conselho de Jurisdição

Paulo Colaço, presidente do Conselho Nacional de Jurisdição, foi reeleito este domingo após derrotar Morais Sarmento, a escolha de Rui Rio. Colaço obteve 424 votos, contra os 390 de Morais Sarmento.

A lista do atual presidente do Conselho Nacional de Jurisdição do PSD, Paulo Colaço, foi a mais votada pelos delegados ao Congresso, derrotando a apoiada por Rui Rio, encabeçada por Nuno Morais Sarmento, disseram à Lusa fontes sociais-democratas.

O atual presidente do Conselho Nacional de Jurisdição venceu as eleições para este órgão do partido. A lista escolhida por Rui Rio foi confirmada como perdedora. Esta lista é liderada por Morais Sarmento. Colaço obteve 424 votos, contra os 390 de Morais Sarmento.

"Queriam o Paulo Colaço como presidente da Jurisdição? É isto"

Paulo Colaço, presidente do Conselho de Jurisdição, voltou no sábado a subir ao palco para lembrar as críticas que os congressistas lhe foram transmitindo ao longo dos trabalhos, depois de ter protagonizado o episódio "mais quente", com o líder parlamentar Adão Silva.

"Pessoas que comiam à minha mesa, vieram aqui bater. Porquê? Porque o presidente do Conselho de Jurisdição não disse às pessoas que tinham razão", atirou.

O presidente do tribunal do partido, que foi a votos para um segundo mandato, deu o exemplo do músico Keith Richards para defender a sua posição: "Não aparecia no set, não acordava a horas e quando acordava não estava pronto para consumo".

"O produtor foi ter com ele e disse-lhe: "Ouça, você bebe demais, fuma demais, não é profissional. Tem de ganhar juízo"", descreveu. O músico respondeu: "Queriam o Keith Richards? É isto".

Paulo Colaço utiliza o exemplo do músico e atira: "Vocês queriam o Paulo Colaço como presidente da Jurisdição? É isto."

O social-democrata deixou ainda recados na sua intervenção a poucas minutos do encerramento do segundo dia de Congresso social-democrata, e considerou que a forma como será feita a justiça interna será a mesma como será feita a justiça do país.

"A forma como nós tratamos a justiça interna, revelará como tratamos a justiça no nosso país", concluiu.

ACOMPANHE NA TSF O 39.º CONGRESSO DO PSD

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de