Ricardo Sá Fernandes não concorda com resolução para retirar confiança política a Joacine

Responsável pela redação do parecer sobre o conflito entre Joacine Katar Moreira e o Grupo de Contacto do Livre defende que o que está a acontecer no partido não é bom para ninguém.

Ricardo Sá Fernandes vai votar contra a resolução da Assembleia do Livre para retirar a confiança política a Joacine Katar Moreira.

Enquanto membro do Conselho de Jurisdição do partido, Sá Fernandes admite que não sabia da resolução, que considera ser pouco democrática, e defende que o processo devia ter sido feito de outra forma.

"Uma decisão destas tem de ser feita de outra maneira, com um escrutínio mais apertado, com direito do contraditório, ainda por cima em vésperas de um congresso", diz em declarações à TSF.

"Não acho que seja a melhor maneira de exercer a democracia no partido. Tenho muita pena que isto esteja a acontecer", até porque não é bom nem para Joacine Katar Moreira, nem para o Livre. "Ninguém sai bem deste processo".

Ricardo Sá Fernandes foi responsável pela redação do parecer sobre o conflito entre Joacine Katar Moreira e o Grupo de Contacto do Livre e sublinha que não está a escolher nenhum lado.

"É preciso que ambas as partes tenham muito cuidado nos passos que dão. As pessoas têm de pensar, para além daquilo o que no momento concreto a sua emoção os leva a fazer. Devem ter alguma grandeza na forma como encaram estas questões."

A resolução da 42ª Assembleia do Livre, membros do órgão máximo entre congressos, deliberou por unanimidade que a deputada única do partido cometeu "erros políticos que seriam evitáveis", apontando-os como causas para a retirada da confiança política na parlamentar.

Esta resolução será agora sujeita a votação no IX Congresso do Livre, que decorre nos próximos dias 18 e 19 de janeiro, no Centro Cívico Edmundo Pedro, em Lisboa.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de