Rio diz que PS não tem estratégia e "ajeita a coisa" à mínima dificuldade

Presidente do PSD acrescentou que o programa do PS para as legislativas é dizer mal dos outros.

O presidente do PSD, Rui Rio, acusou este domingo o PS de não ter uma estratégia para o país e de ser um partido que "à mínima dificuldade recusa e ajeita a coisa mais ou menos e segue em frente".

Em Guimarães, durante uma arruada com centenas de apoiantes, Rio acrescentou que o programa do PS para as legislativas é dizer mal dos outros.

"Ninguém consegue governar um país a dizer mal dos outros (...). Dizer mal dos outros não é programa para nada. À mínima dificuldade recua e ajeita a casa mais ou menos e segue em frente. Nós não podemos ter um país que ajeita a coisa mais ou menos", referiu.

Na sua intervenção, Rui Rio sublinhou que o líder do PS, António Costa, "já entendeu" os "sinais evidentes" do apoio "crescente" ao PSD e que, por isso, optou por uma campanha "não propriamente a dar ideias", mas sim a falar das propostas sociais-democratas, "deturpando-as".

"Isto significa que o doutor António Costa já não consegue ir lá pela positiva, já de certa forma está a baixar os braços e segue uma estratégia 'vote em nós porque eles ainda são piores que nós'", acrescentou.

Contrapôs com a campanha "pela positiva" do PSD, com "propostas concretas". Rui Rio manifestou-se convencido de que, no dia 30 de janeiro, o PSD vai ter uma "grande vitória".

"Cada vez parece mais claro", rematou.

LEIA AQUI TUDO SOBRE AS LEGISLATIVAS 2022

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de