Saúde: António Costa admite que esforço ainda "não é suficiente"

O primeiro-ministro elegeu a saúde como tema central da mensagem de Natal. Costa diz compreender "a ansiedade de quem espera por médico de família, por uma consulta ou por uma cirurgia".

Se na última legislatura, em 2016, António Costa saiu de São Bento para gravar a mensagem de Natal num jardim-de-infância, transmitindo a aposta na qualidade da educação, este ano é da recém-inaugurada Unidade de Saúde Familiar (USF) do Areeiro que o primeiro-ministro se dirige aos portugueses.

"Sei bem que a saúde é uma das principais preocupações dos portugueses. E que há vários problemas para resolver no Serviço Nacional de Saúde (SNS). Compreendo a ansiedade de quem espera por médico de família, por uma consulta ou por uma cirurgia", diz António Costa, sublinhando que escolheu aquele cenário para firmar uma "mensagem de confiança e de compromisso" no reforço de "respostas de proximidade" do SNS.

Na mensagem de Natal, António Costa recorda que o próximo Orçamento do Estado contempla "o maior reforço inicial no Orçamento da Saúde", confere uma "maior autonomia" para os hospitais e o início da redução das taxas moderadoras.

"Vamos já a partir de 2020 começar a reduzir faseadamente as taxas moderadoras nos cuidados de saúde primários nos tratamentos prescritos pelo SNS".

Costa refere-se ainda ao "conjunto de investimentos em infraestruturas e contratação de profissionais" e à duplicação da oferta em cuidados continuados "com mil novas camas, incluindo 200 para saúde mental." Na mensagem, António Costa manifesta ainda o "profundo reconhecimento aos profissionais que diariamente dão o seu melhor" para assegurar os cuidados de saúde.

O Primeiro-Ministro admite que existem "muitos outros desafios", como o combate à pobreza e às alterações climáticas" ou o acesso a melhor educação ou habitação", mas vinca que, neste Natal, foi "de saúde e só de saúde que quis falar" no ano em que se celebram os 40 anos do SNS, "um poderoso instrumento de igualdade ao serviço de todos".

Costa termina a mensagem desejando a todos um "feliz Natal e um ótimo ano de 2020".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de