Sem "mel" nem "fel": a luta do Bloco para se manter terceira força política

Campanha de Catarina Martins arranca pelo segundo dia no interior do país antes de rumar a Lisboa para o debate televisivo que junta os candidatos de todos os partidos com assento parlamentar.

A lutar para se manter terceira força política no parlamento, o Bloco de Esquerda arranca pelo segundo dia consecutivo no interior do país, com Catarina Martins na feira do Fundão a tentar mostrar que o partido que lidera defende quem trabalha e um país mais justo contra o que diz ser uma economia de privilégios. Mote que é para manter, garante a cabeça de lista por Lisboa, Mariana Mortágua, numa campanha em que não haverá "mel" ou "fel" como sugeriu António Costa.

"Haverá a política necessária e as propostas necessárias para defender o país", salienta Mortágua, que aparecerá em vários momentos do período oficial de campanha ao lado da coordenadora do partido.

Até ao dia das eleições legislativas, o Bloco promete "muita estrada", com muitos momentos de contacto com as populações, na defesa de "melhores salários, uma economia mais justa e um Serviço Nacional de Saúde robustecido". São esses os principais temas que o Bloco quer manter para evitar ser penalizado pela crise política desencadeada pelo chumbo do Orçamento do Estado. E, nesse sentido, sobram já inúmeros apelos à manutenção do terceiro lugar no parlamento, quer pela voz de Catarina Martins, quer de Pedro Filipe Soares. O líder parlamentar do partido recuperou este domingo, no comício em Viseu, a ideia central do filme "O grande ditador", de Charlie Chaplin. "Nós dizemos ao povo de esquerda: o caminho da vida pode ser livre e belo, desde que não seja desviado pelos sonhos de maioria absoluta. O caminho da vida pode e será livre e belo, com o Bloco de Esquerda como terceira força, estancando o crescimento da extrema-direita, garantindo uma governação à esquerda e a força do salário, dos direitos, dos serviços públicos, das escolhas do dia a dia", sublinhou, acrescentando "força camaradas, vamos à luta".

Depois da passagem pela feira do Fundão, esta esta segunda-feira de manhã, a caravana do Bloco ruma a Lisboa para preparar o debate televisivo da noite, que vai colocar frente a frente os líderes de todos os partidos que elegeram deputados em 2019.

LEIA AQUI TUDO SOBRE AS LEGISLATIVAS 2022

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de