"Sinto uma vergonha enorme." Fundador do Livre diz que partido é uma "telenovela"

Filipe Henriques diz que não conseguiu "manter o silêncio" e que "não foi para este tipo de política" que deu todo o seu "esforço".

Filipe Henriques, um dos fundadores do Livre, confessou através do Twitter que sente "uma vergonha enorme" que "cresce diariamente" em relação às últimas notícia sobre a tensão dentro do partido. O fundador, que saiu do projeto em 2016, diz nunca ter pensado que o partido se pudesse ter transformado "numa telenovela".

"Em 2013 começou o projeto por um partido Verde, sério, Europeísta, libertário, consequente, inclusivo. Deixei de acreditar na sua sustentabilidade em 2016, mas nunca até hoje senti vergonha. Nunca me passou pela cabeça que o LIVRE se transformasse numa telenovela", escreveu na sua página daquela rede social.

Filipe Henriques diz que não conseguiu "manter o silêncio" e que "não foi para este tipo de política"que deu todo o seu "esforço".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de