Trinta e três mil pessoas. Festa do Avante! com lotação reduzida para um terço

Em comunicado, o PCP revela as medidas adotadas para garantir a segurança sanitária dos visitantes da Festa do Avante! em contexto de Covid-19.

O Partido Comunista Português (PCP) revelou, esta sexta-feira, que o número máximo de pessoas permitidas, em simultâneo, dentro do recinto da Festa do Avante! foi reduzido para um terço da capacidade máxima licenciada. Assim, e feitas as contas, serão 33 mil as pessoas que poderão estar, em simultâneo, no espaço, na Amora, Seixal.

O espaço de 30 hectares das Quinta da Atalaia e do Cabo da Marinha vai assim proporcionar cerca de nove m2 para cada militante ou visitante, entre 4 e 6 de setembro.

O número é revelado num comunicado do partido em que pode ler-se que "o número de presenças em simultâneo na Festa será de ⅓ da capacidade licenciada", situada nas cem mil pessoas. No mesmo documento, o PCP assegura que "os 300 mil m2 postos à disposição dos visitantes significam que cada um pode usufruir de uma área superior à que está estabelecida para a frequência de praias e que, em regra, será o dobro daquela que está fixada para espaços similares", que neste caso é ao ar livre.

Também o horário de entrada na Festa do Avante! sofre alterações, passando a fixar-se "nas 24h00 de sexta-feira e sábado e nas 22h00 de domingo", quando anteriormente estes limites eram a 01h00 nos dois primeiros dias e as 22h30 no terceiro.

O PCP garante também que a forma de circulação no recinto vai ser alvo de restrições, com a adoção de "corredores de circulação de sentido único, separação de canais de entrada e saída e maior fluidez de acesso a transportes públicos".

"Na Festa do Avante! estão assim reunidas as condições de protecção e segurança iguais ou superiores às de actividades e contextos que marcam a restante vida social - do acesso à praia à presença nos múltiplos espetáculos e festivais já realizados ou agendados, até à mera circulação em muitas ruas e praças do País", reforça também o documento.

Os responsáveis do PCP sublinham ainda a adoção de medidas excecionais como a "disponibilização de materiais de higienização, do adequado funcionamento de espaços de restauração ou de regras de distanciamento físico nas diversas atividades (incluindo a criação de assistentes de plateia)", além do uso obrigatório de máscaras.

DGS analisa nos próximos dias plano do PCP para o evento

O plano de contingência do PCP para a Festa do Avante! Vai ser "analisado tecnicamente nos próximos dias", adiantou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS), em nota à imprensa.

"A Direção Geral da Saúde recebeu hoje da direção da Festa do Avante! o Plano de Contingência para a iniciativa. O documento irá ser analisado tecnicamente nos próximos dias", lê-se na nota.

"Não será permitido o que está proibido nem proibido o que está permitido"

Esta quinta-feira, a ministra da Saúde, Marta Temido, já tinha avisado que a lotação da Festa do Avante!, organizada pelo PCP, teria este ano que ser inferior à capacidade máxima de 100 mil pessoas do recinto no Seixal, por causa da Covid-19.

"É evidente que estamos a falar, teremos que falar de outros números", declarou na conferência de imprensa de acompanhamento da pandemia, acrescentando que, embora compreendesse "que se fale de um número de 100 mil, na medida do que será a licença de utilização", o "momento específico, num contexto específico" obrigaria a mudanças

A ministra assegurava também que "não será permitido o que está proibido nem proibido o que está permitido" e que "não haverá exceções" às regras adotadas pelas autoridades de saúde para conter o contágio pelo novo coronavírus.

LEIA AQUI TUDO SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de