Voto no Orçamento? PCP reúne-se em Jornadas Parlamentares com tudo em aberto

As Jornadas Parlamentares do PCP realizam-se nos dias 5 e 6 de dezembro, no Teatro de Garcia de Resende, em Évora.

Para a PCP, a votação sobre o Orçamento do Estado para 2020 está totalmente em aberto. Está tudo em cima da mesa. Três opções: o voto a favor, contra e a abstenção. Quem o garante é João Oliveira, líder parlamentar comunista, no momento em que se vão iniciar mais umas Jornadas Parlamentares do partido.

O dirigente comunista explica que "a apreciação do OE será feita no momento em que a proposta existir e em função da resposta que o Governo der àquilo que o PCP considera as necessidades do país".

Há prioridades para o PCP e nas Jornadas Parlamentares também se vai dar voz a "muitas medidas para lá do Orçamento do Estado que precisam de ganhar projeção".

Os transportes, a saúde e a educação vão estar no centro da discussão, com o PCP a projetar um "conjunto de propostas e soluções para vários problemas sociais e económicos que o país atravessa", desde a criação de emprego à melhoria dos salários, passando necessidade de contribuir para a existência de melhores condições de trabalho e vida.

Sobre a descentralização, João Oliveira afirmou que será um tema em discussão, frisando que "esta transferência de competências que está em curso" vai prejudicar os cidadãos.

"Desde 98 que se tem vindo a comprovar que o PCP tinha razão na batalha que fez pela instituição das regiões administrativas e para a mobilização que fizemos para que fosse alcançado", reforçou, enaltecendo que esta posição dura há vários anos.

A sessão de abertura das Jornadas Parlamentares, que se realizam entre 5 e 6 de dezembro, vai contar com as intervenções de Jerónimo de Sousa e João Oliveira.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de