Portugal

Abertura do Hospital de Loures não alivia procura do Santa Maria

Ao contrário das previsões do Ministério da Saúde, a procura do Hospital de Santa Maria não reduziu de forma expressiva. O presidente do conselho de administração do maior hospital do país fala numa diminuição marginal.

O Ministério da Saúde previa uma diminuição na procura dos serviços do Hospital de Santa Maria depois da abertura do novo hospital de Loures.

Cinco meses depois, a realidade é diferente das estimativas, o maior hospital do país continua a receber muitos utentes. A redução, explicou à TSF o presidente do Conselho de Administração do Santa Maria, «foi marginal» João Correia da Cunha mostra-se mesmo surpreendido com este cenário.

Os cortes anunciados plo ministério da saúde atingem os 90 milhões de euros. João Correia da Cunha refere, porém, que há despesas incontornáveis com medicamentos, que só este ano devem atingir os 130 milhões. Com salários, os gastos vão chegar aos 160 milhões de euros, apesar de últimos 12 meses terem saido quase 200 médicos e enfermeiros.

O Hospital de Santa Maria atende, em média, 18 mil pessoas por dia. No último ano estiveram ali internados 50 mil doentes, foram feitos perto de 100 mil exames, pela consulta passaram por dia 3200 utentes e pelas urgências 750 pessoas.

  COMENTÁRIOS