Saúde

Bastonário contesta duplicação de cortes na Saúde

Na TSF, o bastonário da Ordem dos Médicos criticou a duplicação dos cortes nos hospitais, frisando que governar não pode ser apenas cortar despesas e aumentar impostos.

O bastonário da Ordem dos Médicos não ficou satisfeito com a decisão do Governo de duplicar os cortes nas despesas dos hospitais no próximo ano.

Ouvido esta manhã pela TSF, o bastonário José Manuel Silva afirmou que governar não pode ser apenas «cortar despesas e aumentar impostos».

«É evidente que cortes sucessivos vão tornar a equação da qualidade do Serviço Nacional de Saúde (SNS) impossível de resolver. Não é possível continuar sempre a cortar e manter a mesma qualidade», contestou José Manuel Silva.

O bastonário dos Médicos sugeriu ainda que as autoridades façam um esforço maior para combater a fraude e o enriquecimento ilícito, sublinhando que é muito por aí que o problema do país deve ser atacado.

«É preciso mudar no país uma cultura de funcionamento de gestão, que seja extensível aos cargos políticos e públicos a mesma responsabilidade que os médicos têm pelas suas decisões. Um médico quando decide mal é penalizado, um político não é penalizado. É essencial lutar contra a fraude, a corrupção e o enriquecimento ilícito», destacou.