Crianças portuguesas passam, em média, mais de duas horas por dia frente à televisão ou ao computador

Um estudo europeu conclui que as crianças portuguesas passam, em média, mais de 2 horas e meia por dia em frente à televisão ou ao computador. Os especialistas em obesidade dizem que estes números são um problema mas os dados também mostram que por cá come-se mais fruta.

O estudo europeu agora apresentado pela Direção-Geral de Saúde estudou 7 países. Em Portugal, foram inquiridas mais de 240 famílias da Maia, perto do Porto. Uma das novidades, positivas, é que as crianças portuguesas são as que comem mais fruta: 2 peças por dia. Uma das responsáveis pelo projeto, Maria João Gregório, sublinha, no entanto, que existem diferenças entre pais ricos e pais pobres afirmando que em Portugal «as crianças que pertencem a famílias de um estatuto sócio-económico mais baixo têm consumos de fruta e de hortícolas mais baixos».

Para além da fruta as crianças portuguesas destacam-se porque 74% têm televisão no quarto. O segundo valor mais elevado na Europa. A TV domina o tempo livre dos mais novos e se a juntarmos ao computador estes passam 22 horas por semana em frente a um ecrã. Números que preocupam os especialistas em obesidade infantil.

Os especialistas dizem que ter TV no quarto potencia o tempo que os mais novos estão em frente ao ecrã. Outro dado que resulta deste estudo é que uma criança de uma família mais pobre passa, em média, mais 3 horas e meia por semana a ver à televisão, do que aquela que tem pais mais ricos.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de