Aeroporto Almirante Gago Coutinho em Faro? Proposta está a ser avaliada pelo Governo

Um movimento de cidadãos algarvios encabeçado por Martins Guerreiro, almirante e antigo capitão de ​​​​​​​Abril, lançou a ideia que já foi aprovada em muitas assembleias municipais do Algarve.

Gago Coutinho é considerado um dos maiores nomes da Marinha que contribuiu para revolucionar a navegação aérea. Martins Guerreiro, almirante da Marinha e um dos capitães de Abril, encabeça a lista de um movimento que considera que o aeroporto internacional de Faro devia chamar-se "Almirante Gago Coutinho". À semelhança do que acontece em Lisboa com o aeroporto Humberto Delgado ou no Porto, com o aeroporto Francisco Sá Carneiro.

Na opinião do Movimento de cidadãos, Gago Coutinho tem mérito suficiente para dar nome ao aeroporto internacional da capital algarvia. "Eles [Gago Coutinho e Sacadura Cabral] voltaram a colocar Portugal no século XX na fronteira do conhecimento, tal como tinham feito os navegadores dos Descobrimentos", salienta.

Gago Coutinho, que tem raízes algarvias (os seus pais eram naturais da região), e Sacadura Cabral empreenderam a primeira viagem aérea no Atlântico, ligando Portugal ao Brasil. E tudo devido à adaptação às viagens aéreas do sextante utilizado no mar e a um aparelho concebido por Gago Coutinho para corrigir o rumo do avião devido aos ventos.

Rui Cabrita, oficial da Marinha que também faz parte do movimento, lembra que Gago Coutinho, como navegador e Sacadura Cabral, como piloto, "conseguiram inovar". "Pela primeira vez a navegação aérea foi feita por métodos científicos", salienta.

Embora nada ainda tenha sido decidido sobre atribuir o nome de Almirante Gago Coutinho ao aeroporto de Faro, várias assembleias municipais da região já aprovaram a proposta e o Governo confirmou à TSF que está a avaliar o processo.

Martins Guerreiro acredita que o assunto vai mesmo para a frente e que o Governo irá acolher a ideia. "Não tenho qualquer dúvida, o Governo sabe quem foi Gago Coutinho", afirma. Além disso, para este antigo militar, será uma forma de levar a que quem aterra no aeroporto de Faro "saiba que Portugal não é um país de gente atrasada e que deu muitos contributos para o avanço da ciência", exclama.

O movimento que junta nomes como os de Carlos Brito e Luís Filipe Madeira, antigos deputados do Algarve no Parlamento, pretende também que no aeroporto de Faro seja criado um museu com as invenções de Gago Coutinho e sobre o que foi a travessia aérea do Atlântico Sul.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de