Agitação marítima. Marinha alerta para ondas de até 12 metros nos próximos dias

Prática de pesca desportiva e passeios junto à orla costeira e nas praias são desaconselhados.

A Autoridade Marítima Nacional e a Marinha portuguesa alertam, esta terça-feira, para o agravamento da agitação marítima nos próximos dias, com ondas que podem chegar aos 12 metros de altura, em especial a norte do Cabo Carvoeiro, entre 12h00 de amanhã, dia 28 de outubro, e as 12h00 de sexta-feira, dia 30 de outubro.

A agitação marítima será caracterizada por ondulação proveniente do quadrante Noroeste com altura significativa entre os 4m e os 7m, podendo a altura máxima atingir os 12 metros, com um período médio de 18 segundos", lê-se na página da Marinha.

Tendo em conta estes dados, as autoridades marítimas "reforçam a recomendação, em especial à comunidade piscatória e da náutica de recreio que se encontra no mar, o eventual regresso ao porto de abrigo mais próximo e a adoção de medidas de precaução".

É também recomendado "o reforço da amarração e vigilância apertada das embarcações atracadas e fundeadas, bem como evitar passeios junto ao mar, de onde se destacam os molhes de proteção dos portos" e que "os marítimos mantenham um estado de vigilância permanente e o acompanhamento da evolução da situação meteorológica, dos avisos à navegação e de previsão meteorológica radiodifundidos pela Marinha relativos à previsão meteorológica do IPMA, bem como outras informações das Capitanias sobre as condições de acesso aos portos, evitando sair para o mar até que as condições melhorem".

Em relação à população, as autoridades pede, aos cidadãos que "se abstenham da prática de passeios junto à orla costeira e nas praias, bem como da prática de atividades lúdicas nas zonas expostas à agitação marítima", pedindo a adoção de uma "postura preventiva".

Está "vivamente" desaconselhada "a pesca lúdica, em especial junto às falésias e zonas de arriba nas frentes costeiras atingidas pela rebentação das ondas".

Restrições no Porto

O IPMA colocou o Porto sob aviso laranja devido à previsão de ondas de noroeste com altura significativa de 5 a 6 metros, que podem atingir os 10 metros de altura máxima.

Por essa razão, a câmara municipal vai cortar, a partir das 14h00 de quarta-feira, a circulação automóvel na Avenida de D. Carlos I, na Foz, devido à agitação marítima, devendo o trânsito ser restabelecido logo que as condições o permitam.

O aviso laranja vai manter-se entre as 18 horas de quarta-feira e as 12 horas de quinta-feira, altura em que passará para o nível amarelo.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de