Água no Tejo desceu de forma acentuada, mas pode ter novo agravamento

Devido às previsões de agravamento do estado do tempo para as próximas horas, é "expectável" que o caudal do rio Tejo volte a subir.

A água no rio Tejo desceu de forma "acentuada" nas últimas horas, podendo existir um "agravamento dos caudais", face aos avisos de precipitação para esta segunda-feira, segundo informação da Proteção Civil do distrito de Santarém.

Em comunicado, o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) afirma que se regista "uma descida acentuada da altura hidrométrica do rio Tejo", sendo expectável a manutenção dos caudais nas próximas horas.

Contudo, "atendendo aos avisos meteorológicos e Estado de Alerta Especial para precipitação para o distrito de Santarém e para os restantes distritos do país, é expectável um agravamento dos caudais com consequente influência na previsão anterior", afirma.

Várias vias continuam condicionadas no distrito devido à subida do nível das águas ocorrida na última semana, que teve o seu pico na passada quarta-feira, dia em que a povoação de Reguengo do Alviela esteve temporariamente inacessível por via rodoviária.

A Estrada Nacional (EN) 365 mantém-se com lençóis de água na ligação a Reguengo do Alviela (Santarém), mas a circulação faz-se, ainda que com condicionamentos, tal como acontece na Estrada Municipal (EM) 1348, entre a Ribeira de Santarém e Vale de Figueira, e na Rua de Marvila, na ligação entre as povoações ribeirinhas das Ómnias e de Caneiras, refere a nota hoje divulgada.

No concelho da Golegã, está condicionado o Caminho Municipal (CM) 1 (Estrada dos Lázaros) e no de Almeirim a ER-A2, entre a EN114 e a EN368, por falta de drenagem, enquanto no município de Coruche estão ainda afetadas a EM1427, no Rebolo (entre Fajarda e Biscainho), a Estrada de Meias (Coruche/Azervadinha), a Rua Paul (em Coruche) e o CM-H, em Amieira, Fajarda e Raposeira.

No município de Benavente estão igualmente condicionadas a EM1456 (Estrada do Campo, entre a EN118 e a Reta do Cabo) e a Estrada D'el Rei (EN118/Foros de Salvaterra) e, no do Cartaxo, a EN3-2, com pequenos lençóis de água entre a Ponte de Reguengo e Valada. Em Salvaterra de Magos mantêm-se condicionadas a Rua Miguel Torga (Marinhais) e a Estrada do Furo (Foros de Salvaterra) e, em Mação, o CM1166 entre Zimbreira e Padrão (Proença Nova).

Na terça-feira, dia 13, a Comissão Distrital de Proteção Civil de Santarém acionou o Plano Especial de Emergência para Cheias na Bacia do Tejo, no nível amarelo, devido ao "aumento considerável dos níveis hidrométricos e caudais do rio Tejo, especialmente nos provenientes de Espanha".

O aviso inclui recomendações às populações para que se mantenham informadas e que desenvolvam "as ações necessárias para a sua proteção, da família e bens".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de