Águeda pede ao Governo abertura de inquérito à poluição na Pateira de Fermentelos

Segundo o presidente da Câmara de Águeda, Jorge Almeida, as descargas clandestinas estão a ter "graves impactos na fauna piscícola e ao nível dos usos da massa de água".

O presidente da Câmara de Águeda, Jorge Almeida, solicitou ao ministro do Ambiente a abertura de um inquérito às descargas poluentes na Pateira de Fermentelos, revelou hoje fonte municipal.

Em ofício enviado àquele membro do Governo, Jorge Almeida pede a abertura de um inquérito que "determine fontes, causas e medidas interventivas urgentes, que salvaguardem a lagoa da Pateira de Fermentelos e os seus ecossistemas".

No ofício, que foi igualmente enviado para a Agência Portuguesa do Ambiente, Instituto da Conservação da Natureza e da Floresta (ICNF) e ao Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente da GNR (SEPNA), a Câmara de Águeda, no distrito de Aveiro, defende que a situação verificada durante o último fim de semana poderá "evidenciar comportamentos negligentes e mesmo criminosos".

"Dispomos de um enorme esforço para cuidar das nossas linhas de água, dos nossos recursos hídricos e depois surgem estas constantes descargas poluentes que afetam e têm impactos profundos em todo este ecossistema", frisou Jorge Almeida.

Segundo o autarca, as descargas clandestinas estão a ter "graves impactos na fauna piscícola e ao nível dos usos da massa de água, nomeadamente com irritações na pele e olhos nos atletas federados, que usam a zona para treino de competição".

"É importante que sejam tomadas medidas urgentes para identificar as fontes de emissão e punir exemplarmente os autores destas infrações", finaliza Jorge Almeida, no ofício enviado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de