Ajuntamentos no aeroporto de Lisboa? Governo espera que não se repita

No último domingo, mais de mil pessoas estiveram num espaço fechado, no aeroporto, sem cumprir regras de segurança contra a Covid-19.

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, espera que os ajuntamentos verificados este domingo junto ao aeroporto de Lisboa não se repitam, pelo bem da "saúde pública".

Lacerda Sales foi questionado pela TSF, durante a conferência de imprensa conjunta da Direção-Geral da Saúde (DGS) e do Ministério da Saúde, esta segunda-feira, sobre a grande concentração registada no Aeroporto Humberto Delgado, com a junção de mais de mil pessoas num espaço fechado e sem cumprimento das distâncias de segurança.

"Esperamos que tenha sido uma situação meramente pontual. Não é recomendável do ponto de vista de saúde pública", respondeu o secretário de Estado Adjunto e da Saúde.

António Lacerda Sales anunciou ainda que, a partir de 2 de outubro, arrancará um projeto-piloto para o funcionamento de cartões digitais de localização de passageiros, que, para já, existem apenas em papel.

"A entrada em funcionamento do PLC ["Passenger Locator Card"] eletrónico, através de um projeto-piloto, [será] no próximo dia 2 de outubro, nessa altura ainda com a coexistência de papel e digital. A sua entrada em funcionamento em pleno [será] a 9 de outubro", adiantou o secretário de Estado.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de