Algarve pede a turistas que usem água "com um pingo de consciência"

A iniciativa de sensibilização, chamada " Água com um Pingo de Consciência", tem a colaboração de muitas entidades e vai estar presente em festivais, outdoors, em publicidade em geral. Os hotéis e os restaurantes serão determinantes para o sucesso da campanha.

A pensar nas alterações climáticas numa região que está em seca severa e extrema, a empresa Águas do Algarve e a ERTA alargam a campanha ao setor do turismo.

A campanha de sensibilização, que já começou a 17 de julho, é agora alargada ao setor do turismo. Em colaboração com a Entidade Regional de Turismo é lançada ao fim da tarde em Lagos, a bordo da Caravela Boa Esperança.

Esta iniciativa ganha força numa altura em que as barragens na região estão com níveis muito baixos e a empresa Águas do Algarve foi obrigada já a utilizar um aquífero subterrâneo para abastecer a população. "As barragens de Odeleite- Beliche estão a cerca de 50% da sua capacidade de armazenamento e a Barragem de Odelouca está mais baixa, a 30%", revela a porta-voz da Águas do Algarve. Teresa Fernandes explica que para prevenir quaisquer faltas de possam surgir "a Águas do Algarve está a utilizar o aquifero de Vale da Vila, perto de Alcantarilha. Contudo "a água que existe permite abastecer a população até final do ano, mesmo que não chova ", garante.

Esta iniciativa de sensibilização, chamada " Água com um Pingo de Consciência", tem a colaboração de muitas entidades e vai estar presente em festivais, outdoors, em publicidade em geral.

Numa altura em que a população no Algarve triplica e os recursos hídricos têm que dar para todos, Teresa Fernandes sublinha que hotéis e restaurantes serão determinantes para que a campanha tenha sucesso, de modo a que os turistas façam um uso responsável da água." Juntamente com várias unidades hoteleiras da região estamos a dar informação às pessoas", conta. Ressalvando que podem utilizar a água com " total confiança e conforto", as pessoas devem no entanto poupar água " não tendo banhos tão prolongados e reduzindo o caudal das torneiras", afirma a responsável.

A região do Algarve está em situação de seca severa e nalguns locais, como é o caso de grande parte da zona do sotavento, em seca extrema.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de