"Alívio progressivo, gradual e cauteloso." Governo admite "testagem seletiva"

António Lacerda Sales antevê que a testagem também deve ser avaliada pelos peritos no Infarmed.

O secretário de Estado adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, antecipou a reunião entre o Governo e os peritos que está marcada para esta quarta-feira e antevê o alívio de restrições "progressivo, gradual e cauteloso", bem como alterações na testagem.

"Haverá a ponderação para que esse alívio possa ser progressivo, gradual e cauteloso para que todos possamos atingir essa normalização", adianta Lacerda Sales.

Para o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, "é preferível ouvirmos amanhã os peritos, porque é entre aquilo que é a ciência e o bom senso que depois serão tomadas as medidas em tempo oportuno".

"A questão da testagem também deve ser avaliada amanhã [quarta-feira] pelos peritos. Também aí poderá haver algumas novidades, nomeadamente no tipo de testagem, na forma como se deve aliviar algumas restrições nessa área", avança Lacerda Sales. "Na nossa opinião deve ser uma testagem seletiva dirigida aos grupos mais vulneráveis", avalia.

"Vamos esperar pelo dia de amanhã e pelo Conselho de Ministros de quinta-feira", conclui o secretário de Estado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de