Amianto: Ministro promete "dezenas de intervenções de norte a sul do país"

No debate na especialidade do OE 2020, Tiago Brandão Rodrigues referiu 111 milhões de euros "adicionais" para obras nas escolas com prioridade para a remoção de amianto.

"Não nos envergonhamos do trabalho feito", respondeu o ministro da Educação confrontado, pelo PSD, com a existência de muitas escolas ainda com placas de amianto.

Tiago Brandão Rodrigues recordou o esforço desenvolvido nos últimos quatro anos para a "progressiva remoção de amianto" e sublinhou que o Orçamento para 2020 prevê mais 111 milhões de euros para obras nas escolas, tendo como prioridade a remoção de placas de amianto.

"Se nos últimos 4 anos em conjunto com mais de uma centena de autarquias conseguimos realizar 700 obras, nas quais foram investidos mais de 700 milhões de euros, conseguimos agora alocar 111 milhões de euros adicionais na reprogramação para várias dezenas de novas intervenções em escolas públicas do norte a sul do país", prometeu o ministro da Educação que está foi ouvido em comissão a propósito do OE 2020 que considerou ser "o mais robusto" dos últimos cinco anos, sublinhando o aumento do investimento de mais 1.305 euros por aluno do que em 2015.

Tiago Brandão Rodrigues sublinhou que "apesar de as escolas terem hoje menos alunos, as verbas para a Educação voltam a aumentar pelo quinto ano consecutivo".

"Em 2020 investimos mais 1.305 euros em cada um dos nossos alunos do que em 2015. Um aumento de quase 30%. No caso dos profissionais da educação, tivemos um aumento de 20%, depois de um decréscimo de 17% nos quatro anos anteriores", enumerou o ministro da Educação.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de