Chumbada proposta para referendar eutanásia, avião aterra de emergência em Faro e outros destaques TSF

Conferência de Líderes reuniu-se extraordinariamente para discutir o projeto de resolução do PSD que propõe um referendo sobre a despenalização da eutanásia.

PorTSF
© Gerardo Santos/Global Imagens

O referendo do PSD sobre a eutanásia não foi admitido, esta quarta-feira, por Augusto Santos Silva, presidente da Assembleia da República. A decisão foi anunciada depois da reunião da Conferência de Líderes pela deputada Palmira Maciel, uma vez que "não existem alterações" em relação ao documento apresentado pelo Chega em junho.

Enquanto isso, no Parlamento os deputados deram mais um passo para a aprovação da eutanásia. O texto final foi aprovado na fase de especialidade e segue agora para a votação final global, que vai decorrer na sexta-feira, em plenário, antes do envio do documento para Marcelo Rebelo de Sousa.

Depois da aprovação na especialidade do texto que despenaliza a eutanásia, o Presidente da República fica à espera que o texto chegue a Belém e depois logo se vê. Já vetou por duas vezes a lei da eutanásia, agora deixa tudo em aberto.

Insatisfeito com esta decisão, o Hugo Soares, secretário-geral do PSD, acusou, o PS de andar "de braço dado" com o Chega.

Um avião da Air Transat com destino a Toronto, no Canadá, aterrou de emergência no Aeroporto Gago Coutinho, em Faro, obrigando a acionar o alerta vermelho do Plano de Emergência.

Devido à chuva forte, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) alertou Portugal continental até final da tarde de sexta-feira, por causa de uma depressão centrada na região dos Açores.

Paulo Pisco, deputado socialista, foi nomeado por unanimidade relator sobre cidadãos ucranianos deslocados à força para território da Federação Russa pela Comissão das Migrações e Refugiados da Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa.

A operação "Tempestade Perfeita" levou à detenção de três altos quadros da Defesa, um deles é Alberto Coelho, que chegou a ser elogiado por João Gomes Cravinho, atual ministro dos Negócios Estrangeiros e antigo ministro da Defesa, na Assembleia da República. Confrontado com a detenção, o ministro diz que apenas quer "que se esclareça tudo" e garante que já acompanhava o caso enquanto era responsável pela pasta da Defesa.

Évora será Capital Europeia da Cultura em 2027, juntamente com Liepaja, na Letónia, foi anunciado, numa conferência de imprensa em Lisboa, no Centro Cultural de Belém (CCB).

Portugal passará a ter, a partir de 2024, anualmente, uma Capital Portuguesa da Cultura, cujas três primeiras já estão escolhidas - Aveiro, Braga e Ponta Delgada -, anunciou esta quarta-feira o ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva.

Relacionados

Veja Também

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG