Chamas voltam à Serra da Estrela. Autarca de Gouveia fala em suspeitas de "fogo posto"

Em declarações à TSF, o autarca de Gouveia, Luís Marques, revela que há suspeitas de que o novo incêndio na Serra da Estrela possa ser "fogo posto".

PorRúben de Matos com Lusa
© Nuno André Ferreira/Lusa

Um incêndio em Gouveia, com uma frente ativa, está a mobilizar cerca de 250 operacionais e está a seguir em direção ao parque ecológico do concelho. O presidente da Câmara de Gouveia avançou à TSF que há suspeitas de "fogo posto".

A frente "começou na União de freguesias de Melo e Nabais e está a evoluir pela encosta acima e já está na freguesia de São Paio e dentro da freguesia de Gouveia cidade, e em direção ao Curral do Negro, onde está o nosso parque de campismo e uma área de excelência de Gouveia", disse o vice-presidente da autarquia, Jorge Ferreira.

Ouça as declarações de Elísio Pereira à TSF

Your browser doesn’t support HTML5 audio

O vice-presidente da Câmara Municipal de Gouveia falava aos jornalistas em Manteigas, pelas 18h15, onde estava a ser informado sobre o incêndio que o Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Guarda deu o alerta pelas 15h41.

O presidente da Câmara de Gouveia, Luís Marques, avançou à TSF que, de acordo com as informações que têm, o início de incêndio tem mão criminosa.

Autarca de Gouveia fala de suspeitas de fogo posto

Your browser doesn’t support HTML5 audio

Há queixas da associação empresarial da Serra da Estrela no que toca aos apoios às empresas afetadas pelos fogos. À TSF, o presidente da associação, Luís Seabra, ​​​​​​​considera que as regras são demasiado complexas.

"Critico bastante a forma de atuar do Estado, porque impuseram regras a mais a quem pedia apoios, ou seja, só podia pedir apoio a empresa que cumprisse determinados requisitos, que eram difíceis de atingir e, como tal, foi uma forma de o Estado garantir que dava com uma mão, mas ao fim ao cabo tirava com a outra", afirma.

Ouça as declarações de Luís Seabra à TSF

Your browser doesn’t support HTML5 audio

Segundo a página oficial da internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), pelas 19h30 estavam no local 217 operacionais apoiados por 56 veículos e 10 meios aéreos.

"Pelo caminho, passa naturalmente pelo Parque Ecológico de Gouveia, uma área que nos preocupa bastante, onde temos a nossa fauna local", contou Jorge Ferreira.

O autarca admitiu que estão "a tentar juntar meios nestas duas áreas, quer no parque de campismo do Curral do Negro, quer no parque ecológico de Gouveia, para conter a situação" no concelho.

Jorge Ferreira adiantou que "não há populações em risco", o incêndio está numa encosta de "mato e floresta, mas está a evoluir rapidamente".

*Notícia atualizada no dia 19 de agosto às 07h55

Relacionados

Veja Também

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG