"Grande circulação do vírus." Especialistas pedem testes gratuitos, mas máscaras obrigatórias dividem-nos

Uma das hipóteses que tem sido colocada é a do regresso da obrigatoriedade generalizada do uso da máscara em locais públicos fechados. O presidente da Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública concorda, mas o epidemiologista Manuel Carmo Gomes discorda dessa possibilidade.

PorCátia Carmo com Manuel Acácio
© Pedro Correia/Global Imagens

A linha SNS 24 vai passar a prescrever, de forma automática, testes rápidos de antigénio a doentes com autoteste positivo à Covid-19, com o objetivo de "descongestionar o acesso" a estes testes. Além desta medida, a ministra da Saúde disse esperar um grande aumento do número de casos até ao final da próxima semana e admitiu que o Governo possa recuar em algumas medidas tomadas, tendo em conta a evolução da pandemia.

Uma das hipóteses que tem sido colocada é a do regresso da obrigatoriedade generalizada do uso do máscara em locais públicos fechados. O epidemiologista Manuel Carmo Gomes não concorda com essa possibilidade e defende que, atendendo ao cenário altamente provável de, no próximo inverno, aparecer uma nova variante do vírus, quanto mais pessoas forem infetadas agora, maior será o número de imunizados.

"Vamos passar os próximos meses, que são meses quentes, com provavelmente uma grande circulação do vírus e isso não é necessariamente negativo. Vai reforçar a nossa imunidade natural para nos prepararmos melhor para o outono/inverno. É altamente provável que no outono/inverno tenhamos uma subvariante da ómicron capaz de levar a uma grande subida do número de casos. O reforço da imunidade natural dos portugueses com a circulação do vírus entre a população ativa é, a meu ver, uma coisa que não é necessariamente negativa desde que consigamos proteger os mais idosos e mais frágeis", explicou à TSF Manuel Carmo Gomes.

Ouça as declarações do epidemiologista à TSF

Your browser doesn’t support HTML5 audio

Em desacordo com este ponto de vista está o presidente da Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública, Gustavo Tato Borges, que defende que à exceção das salas de aula o Governo devia repor a obrigação do uso de máscara. Assim, contraria a ideia de que quantas mais pessoas forem infetadas nesta altura melhor será para enfrentar um novo surto no inverno.

"Há uma ideia que circula entre todas as pessoas, motivada até por alguns especialistas que afirmaram que a imunidade natural, adquirida pela infeção, nos daria uma maior proteção, o que nem sempre é verdade. Temos visto pessoas infetadas com uma variante da Ómicron e que passados dois ou três meses têm uma segunda infeção. O que significa que as pessoas infetadas agora não vão estar muito mais protegidas quando vier o outono/inverno", afirmou Gustavo Tato Borges.

Ouça as declarações do presidente da Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública à TSF

Your browser doesn’t support HTML5 audio

Também no Fórum TSF, o bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, sugeriu ao Governo que retome a medida de disponibilizar testes de despiste gratuitos. Alertou que, por terem testado positivo à Covid-19, há cada vez mais pacientes que estão a ver as cirurgias que tinham marcadas serem adiadas. O bastonário considera que, nesta altura, faria sentido alterar a regra que impede a realização dessas intervenções cirúrgicas.

"O procedimento que existe neste momento é: 'vou ser operado, tenho de fazer um teste apesar de não ter sintomas nenhuns'. Se o teste der positivo, a pessoa já não pode ser operada. Se não tem sintomas, mesmo num contexto positivo em que vai estar a ser operada no bloco operatório, em que as pessoas estão todas protegidas com máscara obrigatoriamente, não percebo porque é que a norma aqui também não é adaptada. Está na altura de adaptarmos a norma. Relativamente aos testes, é evidente que com a necessidade de fazer testes por parte das pessoas era importante que o Governo considerasse a hipótese de ter outra vez a possibilidade de gratuitidade dos testes", acrescentou Miguel Guimarães", acrescentou Miguel Guimarães.

Ouça as declarações do bastonário da Ordem dos Médicos à TSF

Your browser doesn’t support HTML5 audio

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Relacionados

Veja Também

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG