Três bombeiros feridos no incêndio da Covilhã. Praia fluvial de Verdelhos evacuada

Fogo começou há mais de 24 horas numa zona de mato e alastrou-se ao concelho de Manteigas.

PorTSF/Lusa
© Nuno André Ferreira/LUSA

O incêndio em Garrocho, no concelho da Covilhã, que deflagrou às 03h18 de sábado, alastrou para Manteigas, no distrito da Guarda, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Castelo Branco.

Segundo a mesma fonte, o incêndio acontece numa zona de montanha e "está a decorrer mesmo na zona do Maciço Central da Serra da Estrela". O incêndio continua ativo e "não existem casas em perigo".

O CDOS de Castelo Branco adiantou ainda que a falta de acessos "está a condicionar o combate [ao incêndio]".

O incêndio está a ser combatido por 402 operacionais, auxiliados por 115 viaturas e 10 aeronaves, de acordo com a informação disponível às 14h00 no site da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

À TSF, o oficial de operações da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil revelou que o final da etapa da Volta a Portugal não está em risco. A praia fluvial de Verdelhos teve de ser evacuada devido a este incêndio.

Em declarações à RTP3, o comandante José Miranda acrescenta que o fogo já provocou três bombeiros feridos sem gravidade.

Perto de 70 de concelhos dos distritos de Bragança, Vila Real, Guarda, Viseu, Castelo Branco e Coimbra estão hoje em perigo máximo de incêndio rural, de acordo com informação do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O IPMA colocou também em risco muito elevado de incêndio rural cerca de 60 concelhos dos distritos Viana do Castelo, Vila Real, Braga, Porto, Aveiro, Viseu, Coimbra, Leiria, Santarém, Portalegre e Faro.

O risco de incêndio, determinado pelo IPMA, tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo e os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Fogo quase mudou planos da Volta

Apesar do incêndio em Garrocho, a terceira etapa da 83.ª Volta a Portugal em bicicleta vai manter o seu percurso original, confirmou à Lusa o diretor da prova.

"Às 09h30, decidimos que estavam reunidas as condições para manter a etapa original", declarou Joaquim Gomes à agência Lusa, indicando, contudo, que, "durante a madrugada, houve um grande esforço para encontrar um percurso alternativo".

O diretor da Volta a Portugal destacou ainda a "estreita colaboração com o comandante distrital da Proteção Civil de Castelo Branco, com a unidade de GNR de Montanha e com o comandante do Destacamento de Trânsito Eventual" que permitiu que a terceira etapa mantenha o traçado inicial.

*Notícia atualizada às 17h00

Relacionados

Veja Também

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG