Mais de 60 cabras caem mortas por relâmpagos. "Tenho quarenta e tal anos de serra, nunca vimos isto"

Um relâmpago matou 68 cabras na freguesia de Gondoriz, em Arcos de Valdevez. O alerta foi dado às 15h00 pelo proprietário dos animais. Dario Lima falou à TSF sobre o choque que a situação inédita lhe causou.

PorAna Peixoto Fernandes e Catarina Maldonado Vasconcelos

Relâmpago mata 68 cabras em Arcos de Valdevez|

 foto Fotografias cedidas à Lusa pela Câmara Municipal de Arcos de Valdevez

Relâmpago mata 68 cabras em Arcos de Valdevez|

 foto Fotografias cedidas à Lusa pela Câmara Municipal de Arcos de Valdevez

Dario Lima não queria acreditar quando viu 68 cabras do seu rebanho mortas no chão. O pastor de Arcos de Valdevez tinha-se abrigado da chuva junto a uma pedra quando o relâmpago atingiu os animais.

O rebanho com mais de 320 cabras andava na serra, no lugar de Ferreiros, no concelho de Gondoriz, em Arcos de Valdevez, quando foi atingido por um raio, durante a tarde de sexta-feira. Sessenta e oito animais caíram, fulminados. Eram aproximadamente 15h00. Dario Lima, de 53 anos, estava ao telefone e não deu pelo acontecimento, mas o fenómeno acabou por o deixar em estado de choque.

"Estava com o rebanho, e ouviram-se dois ecos enormes de trovão, encostei-me aqui a uma pedra." Depois, "o terror". Dario Lima diz nem ter palavras para o descrever. "Nunca vi tal. Agora ainda falo um bocado, mas há pouco nem conseguia falar."

As cabras estavam a cem metros do seu pastor. "Vejo dois relâmpagos fortes enormes, eu estava encostado a uma pedra... Estava a chover. De repente, olho para trás e estavam a fugir monte abaixo e vi as outras todas mortas. Umas estão atordoadas e as outras estão mortas."

O caso foi reportado ao veterinário municipal, à Proteção Civil de Arcos de Valdevez e também ao Ministério da Agricultura, que enviou um técnico para o local. O pastor Dario Lima garante à TSF que se trata de uma situação inédita. "Tenho quarenta e tal anos de serra, nunca vimos isto. Nunca vi, nem nunca me aconteceu. Foi o relâmpago que as matou."

Ouça a reportagem da TSF.

Your browser doesn’t support HTML5 audio

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG